terça-feira, 31 de maio de 2011

Tirando o atraso com a Sa: Greek 1x03 e 1x04

Greek 1x03 (The Rusty Nail) e 1x04 (Peaking Teams)

Eu sigo em frente na minha maratona semanal e minha impressão cada vez melhora mais com relação a série. Por que eu não a assisti antes? Podia ter comentado e brincado mais com os fãs da série na época... Arrependimentos desse nível acontecem na vida de uma seriadomaníaca. Mas, deixa pra lá e vamos comentar.

O terceiro episódio traz uma grande lição. Não se faz nada apenas por conveniência. Deve-se curtir a vida no campus, porém com personalidade. E isso, o Rusty tem bastante. O nosso querido cuspidor (Spitter – tem toda uma história no piloto super engraçada para ele ganhar esse apelido) tem de participar da noite dos Encontros entre as casas, só tem um pequeno problema: Ele nunca saiu com uma garota antes. Nesse episódio, temos também Calvin tentando não participar dessa mesma festa, e topando planejá-la com as garotas da PZB e a Cassie tendo que lidar com a falta de desejo por Evan depois da traição e a pressão da líder da sua fraternidade, para que tudo volte ao que era antes nesse relacionamento, pelo bem da instituição.

No quarto episódio, finalmente descobrimos que o Calvin é gay (Algo que a gente já tinha notado desde o piloto, mas... não sabia que era oficial há mais tempo) e temos uma competição entre as casas em um jogo de Hockey, que traz o pai desse para a Universidade. Rusty não consegue praticar esse esporte e tenta aprender o jogo de maneira intelectual junto com Dale a fim de melhorar as habilidades. Enquanto isso, Cassie enfrenta a ameaça que Rebeca Logan (ô garotinha nojenta... vou te contar!) representa não só ao seu namoro, mas para seus planos de atingir a presidência da Fraternidade. Nesse episódio, eu fiquei nervosa demais com as constantes viradas da história. Foi um dos melhores episódios, apesar de ter sido um dos primeiros que realmente me deu raiva da Cassie. Ela tem que ser mais independente. Tem que aprender mais com o Rusty, que ganhou ainda mais a minha admiração pelo seu ato de amizade no fim do episódio.

Muitas risadas e dramas ao mesmo tempo de modo leve e super interessante é o que Greek continua proporcionando a mim.

3 comentários:

Miss Carbono disse...

Nunca assisti Greek mas ouvi falar. A série realmente tinha muitos fãs, é uma pena que acabou...

teh mais

Carissinha disse...

Eu nunca consegui acompanhar de verdade a série. Vi alguns episódios, mas não acompanhei mesmo.

Beijos!!

Lu disse...

ei Sa,
Eu assisto Greek, mas ainda estou na primeira temporada no ep 17. Confesso que a série ainda não me conquistou e espero gostar mais da segunda temporada. =)
beijos.

Postar um comentário

Conte o que você achou da postagem