quinta-feira, 14 de abril de 2011

Humanidade e Perfeição

Engraçado como no Meme abaixo, ao me perguntarem sobre o que eu mudaria no mundo, eu tenha respondido 'o modo como o ser humano se relaciona com o outro'. Digo isso, pois durante esses dias, parei para refletir sobre algumas coisas e algo me chamou a atenção: O ser humano foi criado para ser perfeito!

Agora é a hora que bons entendedores da Bíblia riem e me crucificam por ter demorado tanto tempo para descobrir algo que parece tão óbvio em Gênesis, mas peço para aguardar a conclusão do meu pensamento. Também quero dizer que apesar de historiadora e racional, sou evangélica e creio em Deus e na sua criação por mais contraditório que essa afirmação possa parecer. Gastei crises tentando entender qual era o mais certo, ou como conciliar ambas as vidas e agora tenho até mais fé do que antes. Porém isso é algo para algum outro dia. A questão aqui é o ser humano!

Deus criou o homem e a mulher e viu que tudo era MUITO BOM. Eles os fez a sua imagem e semelhança e ficou MUITO satisfeito com o que contemplou ao finalizar. Durante todo o relato a criação foi tida como boa, mas com relação a nós, ganhamos um advérbio de intensidade enfatizando o quão melhor foi. Contudo dias, anos ou séculos depois Eva foi tentada e toda a maravilha de se viver no Éden foi lançada fora com a desobediência. Aí eu pergunto: Que perfeição era essa que não impediu Eva de errar? Como Lúcifer almejou ser igual a Deus? Defeito de fabricação?

Pensando nisso, eu finalmente entendi porque Deus preza tanto por nossas escolhas e decisões - o chamado livre-arbítrio. Toda a criação de Deus é perfeita e funciona em meio a um processo que Ele criou de milhões de anos ou simplesmente 6 dias, como quiserem. Tudo tem uma ciência que quer ser explicada e de cuja autoria provém de alguém muito maior que toda humanidade junta. Deus criou o homem com características diversas como alegria - para viver bem; curiosidade - para descobrir o mundo; inteligência - para nomear os animais; autoridade - para dominar sobre os animais. A questão é que todas as características funcionavam em EQUILÍBRIO.
Essa é chave para se entender o mundo, a ciência, o indivíduo e a Bíblia. A serpente buscou quebrar esse equilíbrio, focando na curiosidade e fazendo com que a balança pendesse para um só lado. Ao comer o fruto da árvore do "Conhecimento do Bem e do Mal", Adão e sua mulher aprendem a discernir atos, transformando características antes todas positivas em qualidades e defeitos, e sente Vergonha. Esse é o início do descontrole, do exagero e portanto de toda a chamada humanidade.

Para quem faz legenda, como eu, um milésimo de segundo pode alterar uma sincronia. Nas feiras e supermercados, uma miligrama a mais para um dos lados e o preço vai subir. Com o ser humano não pode ser diferente, um exagero em algum lugar e tudo vai por água abaixo e nós nos encontramos nesse enorme colapso. Pessoas buscando o seu próprio e único bem estar e prazer, esquece-se dos outros elementos e tem por resultado: guerras, seca, doenças, maremotos. Tudo decorrente da nossa falta de equilíbrio.

Toda balança possui um ponto de apoio que provoca a noção de equilibrio. Um ponto médio. Aonde estaria esse ponto? Na minha reflexão - digo isso, pois estou misturando claramente pontos meio filosóficos com a minha crença, portando algo desagradável a alguns - tudo se equacionava em torno do Criador. O fator x que unia todos os pontos da equação, mar, céu, luminares, humano e animais. Tudo criado pelas mesmas mãos ou pela mesma essência. No momento em que passamos a nos colocar no centro de tudo, ou ao dinheiro, ou a política, estamos agindo de modo errado e portando estamos quebrando essa noção de equilibração. Estamos caminhando em oposto a tudo o que deveríamos conviver e portanto estamos instaurando cada vez mais o caos.

Eu precisava escrever isso, pois era algo que me incomodava por muitos dias e eu precisava externar. Pulgas atrás da orelha, sempre nos fazem refletir. Sempre nos levam a reorganizar os pensamentos e entender mais sobre as coisas ao nosso redor. Após jogar toda essa reflexão pra fora me sinto melhor e digo: Deus nos criou perfeitos, nós que distorcemos as coisas e bagunçamos nossos sentimentos, mente e vida de várias formas possíveis. Como cristãos, a nossa meta é aprender mais sobre Deus e, principalmente, nos apoiarmos nEle de modo total como nunca deveríamos de ter deixado! Espero ter lançado alguns pontos para pensar hoje. Afinal, refletir sobre o nada e tudo é uma ótima maneira de encerrar a noite!

2 comentários:

Carissinha disse...

Engraçado como me identifiquei com tantas coisas. Eu disse algo semelhante no meme. A maneira que as pessoas tratam umas às outras me incomoda também.

Gostei do post e realmente é algo a se pensar. Engraçado que outro ponto que me identifiquei, é que quando fui estudar cênicas passei por uma crise e depois que a venci, a fé ficou maior.

Beijos, Sa!!

Sonia Regina disse...

Creio que o grande problema: as pessoas mudaram seus valores... Deus nos dá o livre arbitrio, então somos livres para escolher o certo e errado. E as pessoas escolhem...
Gostei D++++++
Bjs no coração

Postar um comentário