sábado, 30 de junho de 2012

A Esperança - Suzanne Collins


Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais de lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução.
A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o Tordo.
O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?
Acompanhe Katniss até o fim do thriller, numa jornada ao lado mais obscuro da alma humana, em uma luta contra a opressão e a favor da esperança.



- O presidente Snow diz que está nos mandando uma mensagem? Bom tenho uma para ele. Você pode nos torturar e nos bombardear e queimar nossos distritos até que eles virem cinzas, mas está vendo isto aqui? - Uma das câmeras segue o local que eu aponto com a mão: as aeronaves queimando no telhado do armazém em frente a nós. A insígnia da Capital em uma das das asas brilha visivelmente em meio às chamas. - Está pegando fogo! - Estou gritando agora, disposta a ter certeza que ele não perderá nenhuma palavra. - Se nós queimarmos, você queimará conosco!"



Eu confesso que já era para ter feito uma resenha desse livro faz um bom tempo, mas não foi por falta de tentativa. Eu simplesmente não conseguia expressar a minha opinião com relação a esse último livro da saga. Eu nem conseguia nem escolher um quote que o melhor representasse. Tentei até sorteio, mas achei melhor esperar até que eu conseguisse mastigar e digerir de uma forma que tornasse em palavras tudo de mais impressionante desse livro, sem soltar nenhum spoiler indesejado.

Para quem já leu as duas outras obras tem noção de que eu fui seca para ler, né? Como já falei nas outras resenhas é uma escrita que não te dá vontade de parar. E eu consegui ler esse livro em um dia! \o/ Recorde com relação aos outros! A guerra foi declarada ao final do livro Em Chamas. E Katniss descobre que seu distrito virou cinzas após sua última aparição nos novos Jogos, porém Peeta está nas mãos da Capital e não se sabe se está vivo ou morto. Katniss terá que decidir se aceita ser o tordo que os guiará em direção a liberdade, ou se recuará mediante a crueldade da guerra.

Eu não posso falar muito, porque senão estraga a surpresa que todo o livro é. Apenas digo, não espere o final de um conto de fadas... Nós estamos falando de um mundo em guerra. E não há ninguém que saia feliz para sempre de uma guerra! Cicatrizes de vários níveis (sentimentais, físicos, sociais, políticos) sao sentidos em todos que participam de um evento tão traumático como esse. E o mérito da saga de Collins está no fato de ela construir uma literatura ficcional e fantasiosa e discutir de maneira tão interessante conceitos presentes e complicados na área de ciência política com um realismo tão intenso. Ditaduras, políticas, o uso da força como sintoma de um declínio de poder e controle, estratégias. Após a leitura a sua visão de mundo se amplia, assim como sua visão política e seu poder questionador. Esse é o grande mérito da obra de Suzanne Collins.

Eu fiquei tão encantada com o aspecto sociológico que se eu estiver lecionando sociologia em colégios é leitura certa e garantida. O problema é que pelo nível do primeiro filme realizado, juro que não vejo como eles farão o impacto causado pelo terceiro no cinema sem perder algo... Espero que a essência esteja lá!

Ou seja, sem dúvida recomendo a todos! Adultos, jovens e pré-adolescentes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário