quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Glimmerglass: O encontro de dois mundos - Jenna Black


Dana Hathaway ainda não sabe, mas vai acabar se metendo em apuros quando decide que é a hora de fugir de casa para encontrar seu misterioso pai na cidade de Avalon: o único lugar na Terra onde o mundo real e o mágico se cruzam. No entanto, assim que Dana põe os pés em Avalon, tudo começa a dar errado, pois ela não é uma adolescente comum – ela é uma faeriewalker, um indivíduo raro que pode viajar entre os dois mundos e a única pessoa que pode levar magia ao mundo humano e tecnologia a cidade de Faerie. . Não demora muito e Dana envolve-se no jogo implacável da política do mundo da magia. Alguém está tentando matá-la, e todos parecem querer alguma coisa dela, desde seus novos amigos e da família até Ethan, o lindo garoto com poderes fantásticos com quem Dana acha que nunca terá uma chance… Até ter uma. Presa entre esses dois mundos, Dana não sabe bem onde se encaixa ou em quem pode confiar, muito menos se sua vida um dia voltará a ser normal.



É assim que me descrevo após terminar a leitura: Apaixonada. Li o livro todo em um único dia e é encantador, assim como o mundo fantástico que ele abre as portas para mostrar. Cheio de magia, de fadas, uma história chamada de Young Adult (jovem adulto), que em nenhum momento você cogita a hipótese de parar de ler. Não há hesitação em ler, pois ele te surpreende demais em todos os sentidos.


Os personagens são cheios de camadas, apesar de serem jovens e adolescentes. Dana é uma menina de 16 anos que se vê madura demais para a sua idade, devido a problemas com uma mãe alcoólatra. Em meio a mais uma crise, ela decide encontrar seu pai em Avalon, um lugar conhecido como o ponto de encontro entre o mundo humano e mortal e o mundo feérico (das fadas e outras criaturas). Ao chegar, se vê no meio de uma crise política sem entender sua real importância no contexto. Ela é uma faeriewalker, indivíduo raro que consegue andar pelos dois mundos, levando magia para o mundo mortal e tecnologia para o mundo de Faerie. Por isso se vê cercada de inimigos vários e traições das mais diversas sem saber, exatamente, em quem confiar.

Além da protagonista, somos apresentados a Ethan, um prodígio no mundo mágico de 18 anos que é o paradoxo em forma de personagem. Meio cafajeste, em algumas de suas atitudes, mas extremamente encantador em todas as outras, eu me apaixonei por ele! E confesso shippo Dana e Ethan de modo absurdo! Torço para que eles fiquem juntos e espero muito que isso aconteça nos outros livros da saga. Porém, há Keane, um jovem feérico meio rebelde que ensina defesa pessoal para Dana e que faz seu coração balançar também. Outra personagem que é apaixonante é Kimber, irmã de Ethan e que se transforma na melhor amiga de Dana em Avalon. Talvez por sua identificação com a protagonista em vários momentos, e com certeza pela sua espontaneidade e alegria, Kimber conquista todos os leitores.

O núcleo adulto também é tão fascinante, quanto controverso. Seamus Stuart, o pai de Dana, te leva do céu ao inferno em poucas palavras com a sua honestidade a flor da pele. Mas eu gosto dele. Ao contrário da Tia Grace que consegue te fazer odiá-la do modo mais absurdo o livro inteiro.

Com respeito ao livro em si, várias coisas podem ser faladas. Primeiro de tudo, a capa com detalhes que brilham é a mais linda que eu já vi na minha vida! Te encanta e te seduz de uma maneira única! O cuidado da editora é paupável, apesar de conter alguns erros de tradução e revisão que já havia reparado na leitura de outros livros da mesma, porém em nada compromete a fluidez e o desenvolvimento da história.

Nesse momento me sinto completamente compelida a ler o segundo livro da saga e louca pra saber o que acontece!!! Ou seja, é lógico que eu recomendo a leitura para todos que se encantam por mundo novos e histórias ricas e que te fazem grudar e não querer mais parar de ler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte o que você achou da postagem