sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

#DicaemSérie: Person of Interest



Quem nunca ouviu que os Estados Unidos possui um computador que investiga a todos no mundo inteiro? Que não há mais segredos aos olhos da Águia do Norte, pois tudo o que se trata em internet ou telefone é direcionado a um computador central da Inteligência Americana? Pois é, se você nunca ouviu esses rumores ou leu algo assim em um livro, ao assistir Person of Interest você será informado a respeito dessas teorias da conspiração e invasão da privacidade americanas. Porém, com um detalhe a mais, eles preveem crimes.

Jim Caviezel (sim... o Jesus de A Paixão de Cristo) no auge de seu charme interpreta um ex-agente da CIA que está se entregando às bebidas por conta do assassinato do amor da sua vida. Isso, até ser abordado por Harold Fincher, ninguém mais e ninguém menos do que Michael Emerson (inesquecível Ben Linus de Lost), um bilionário que diz saber quando um crime vai acontecer e que precisa de um parceiro que consiga preveni-los de ocorrer. Usando a própria história de vida de Reese (Caviezel) e demonstrando saber de coisas que mais ninguém poderia saber, consegue a atenção do agente. Descobrimos que Fincher construiu um computador capaz de prever crimes que estão sendo "planejados" e fornece a informação através de números de CPFs na cidade de Nova York. Porém, não diz se aquela pessoa está envolvida no atentado ou será a vítima. Com isso, começa o trabalho desse exército de duas pessoas que envolve investigação, ação e muita inteligência e discrição.

Desde que estreou eu queria começar a ver por algumas razões: Primeiro, a marca de JJ Abrams. Nunca me decepcionei com nada que esse nerd inicia. Ele é um Midas da indústria cinematográfica e de seriados americanos transformando roteiros inteligentes em sucessos, como Star Trek (o novo), Lost e Fringe, pra começar; Segundo, os atores. Michael Emerson foi um achado em Lost e duvido de que haja alguém no mundo que discuta a capacidade interpretativa desse homem depois de assistir sua performance como Ben Linus na extinta série Lost. Jim Caviezel também tem um talento máximo, além de ser o cara mais charmoso da face da Terra (é George Clooney, perdeste a sua vaga no meu coração... rsrs); Terceiro e não menos importante, a qualidade do roteiro. Não é todo dia que pegamos uma série inteligente pra assistir... E com certeza, Person of Interest é um achado nesse sentido. Me surpreende a cada dia e vicia de um tal modo que você se pega querendo sempre assistir o próximo.

Então... aqui vai a minha dica da semana: Dê uma chance a Person of Interest. Garanto que não se arrependerá!

4 comentários:

Lu disse...

oi Sa,
achei o filme interessante e pretendo assistir.
Espero gostar, pois esse é um estilo de filme que gosto muito.
beijos.

Carissinha disse...

Sa, é uma das séries que quero ver mas a falta de tempo não anda deixando.

Beijos!!!!

Anônimo disse...

Aos que estão pensando em ver a série, recomendo. Sim, a tal máquina é bem inverossímil, mas as histórias boladas pelos bons roteiristas valem a pena. E a dupla de atores protagonistas é ótima. J. J. Abrams acertou. De novo! :D
PS: o anônimo sou eu, Sarinha, Zé Carlos, que não consigo publicar nada aqui com minha conta do Google, nem com reza braba... rs

Janice Diniz disse...

Oi, Sa,

Adoro essa série e já assisti a todos os episódios. O roteiro é excelente e os heróis - mesmo metidos a invadir à privacidade alheia (rsr), são extremamente humanos e se preocupam realmente com os CPF's...rs (as supostas possíveis vítimas). Interpretação magistral de Emerson e Caviezel, que, em tempo, é a minha inspiração para um de meus personagens em Terra Ardente, o Thales Dolejal.

Muito legal seu blogue! *---*

Beijão e Feliz Ano Novo!

Postar um comentário