segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Julieta Imortal - Stacey Jay

Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz.
Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano.
Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela.
Segredos, mistérios e surpresas envolvem este poderoso romance em que o casal mais famoso da literatura mundial tem a chance de contar sua verdadeira história.

Confesso que quando eu recebi o flyer durante a minha ida a Bienal do Livro aqui no RJ, eu fiquei super curiosa com a história! Como assim a Julieta não morreu? Como assim Romeu a assassinou? Como assim eles agora são inimigos? E foi nessa reação que quando a Editora Novo Conceito me enviou esse livro pra ler e resenhar, eu comecei a ler. E confesso a autora foi muito audaciosa.

Ela simplesmente pegou aquela clássica história de amor escrita por Shakespeare e transformou em uma obra nova. Isso pode ser uma faca de dois gumes. Causar curiosidade numa ponta e decepcionar tanto que só receba críticas são resultados possíveis numa ação perigosa. E nos dois primeiros capítulos você já tem a perspectiva de que a autora conseguiria se sair bem sucedida da empreitada.

Ela nos apresenta dois mundos novos: o dos Embaixadores da Luz - aqueles que lutam pelo poder do amor e das almas gêmeas, e dos Mercenários - que estão sempre lutando contra o sucesso do verdadeiro amor e fazendo um dos dois apaixonados matar o outro. Julieta é uma Embaixadora da Luz, encarnada no corpo de Ariel e disposta a fazê-la feliz com sua alma gêmea, Ben. Romeu é um Mercenário enviado para perturbar o trabalho de Julieta. Porém, as circunstâncias naquele momento estão estranhas e algo ainda pior acontece: Julieta se apaixona.

Stacey Jay consegue criar toda uma narrativa por cima do clássico Shakespeariano de uma maneira tal que você se pega preso a ela. Para mim, confesso a Julieta tinha razões para ser do jeito descrito, mas achei que ela continua tão chatinha quanto na história original. Mas o Romeu bad boy foi um ótimo acréscimo!

Eu gostei bastante da leitura! Achei um final bem feito, mas que pode gerar alguns desacordos. Foi bem divertida e estou louca para ler o próximo livro focado no Romeu e saber como Jay irá prosseguir nessa jornada.