domingo, 2 de fevereiro de 2014

[Resenha] Mago: Mestre - Ramond E. Feist


A saga épica de Midkemia continua… Passaram-se três anos desde o terrível cerco a Crydee. Os três rapazes que eram os melhores amigos do mundo encontram-se agora a quilômetros de distância. Pug, um escravo dos Tsurani, está prestes a se tornar um dos maiores magos que já existiram. Tomas, um grande guerreiro entre os elfos, arrisca-se a perder sua humanidade para a armadura encantada que veste. Arutha, príncipe de Crydee, luta desesperadamente contra invasores e traidores para salvar seu reino. Mago Mestre é recheado de aventura, emoção e ameaças tão antigas quanto o próprio tempo. Com o segundo volume de A Saga do Mago, Raymond E. Feist volta a provar que é um dos maiores nomes da literatura fantástica na atualidade. 





Quatro anos se passaram desde os acontecimentos do primeiro livro, e a guerra entre tsuranis e os habitantes de Midkemia continua sem vencedores. Nesse meio tempo, Pug havia se tornado escravo e levado para o mundo atrás do portal, enquanto Tomas continuava a absorver os poderes da armadura branca e Arutha comandava os rumos da guerra e defendia Crydee. Então, esse segundo livro tem por objetivo mostrar de maneira alternada os acontecimentos em ambas as terras e em cada esfera principal. Através de Pug, aprendemos um pouco sobre esse povo de modos diferentes e vemos que algo interliga tanto Midkemia quanto Tsuruanni. Além disso, entendemos um pouco da história deles e de seus valores, e de certa forma, percebemos que são mais parecidos conosco do que esperamos no início do primeiro livro. Quando o foco é Tomas, aprendemos um pouco a respeito do passado dos elfos e dos povos que habitavam a Terra antes dos humanos e das chamadas Guerras do Caos, os valheru. Já com Arutha, vemos o mundo presente e as traições políticas que estão se desenvolvendo a toda no Reino.


Eu gostei ainda mais desse do que do primeiro, apesar dele ter mais conteúdo e mais informação do que Aprendiz. Ver a evolução de cada personagem é muito legal e continuar a jornada com eles é ainda mais interessante, já que agora estão todos mais velhos. Existem durante a histórias, grandes passagens de tempo que não são muito sentidas durante a leitura, o que é muito bom, pois mostra o quanto o texto é bem feito e a escrita fluida. Raymond E. Feist brinca um pouco que, as vezes, precisamos que pessoas venham de fora e nos apontem diretrizes em que possamos evoluir. Um fôlego novo e olhando de fora tem maneiras de perceber coisas que a gente vivenciando certos fatos não conseguimos.

Além disso, temos o encerramento da guerra com um final inesperado. Eu juro que não esperava o que aconteceu, ou as reviravoltas que ocorrem durante o livro, mas tudo é muito bem feito. O livro termina bem fechadinho e conosco nos apaixonando por outros personagens como Kasumi, Katala e Laurie. Apesar de tudo, e de todos os personagens terem amadurecido e ganhado o meu coração, Arutha e seu jeito meio sombrio continuou sendo o meu preferido. E para minha alegria, é o protagonista do próximo livro da Saga. Posso dizer que já estou ansiosíssima para o novo lançamento, que espero não demorar muito né?! rsrsrs

Super recomendo para quem leu o Mago: Aprendiz , que leia esse novo volume. Foi muito melhor e fluido, o texto é bem feito e a capa é magnífica! Pra você que ainda não leu o primeiro: Leia a resenha, clicando no nome do livro acima e compre o livro. Pra quem gosta de fantasia e do universo parecido com Senhor dos Anéis e O Hobbit, com certeza, amará a saga de Feist.

Um comentário:

drielymeira disse...

Oiee ^^

Comecei a ler esse livro há algum tempo, mas não consegui terminá-lo. Achei a leitura muito cansativa, e não consegui gostar da história :/

Vou ver se recomeço a leitura, vendo que você gostou bastante :)

MilkMilks

DM

Milkshake de
palavras

Postar um comentário